A FAOC

 

Criado em 1977, o curso de oceanografia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ, é um dos principais e pioneiros no país nas ciências do mar. Incialmente inserido como um departamento no Instituto de Geociências em 1976 e é o segundo curso de formação de oceanógrafos no Brasil. Em 2007 alcançou sua independência administrativa e acadêmica se tornando Faculdade de Oceanografia com base na Lei n0 5066/2017.

Seu protagonismo, relevância e atuação na formação de recursos humanos, pesquisa e extensão universitária contínua, levaram esta unidade acadêmica da Universidade do Estado do Rio de Janeiro inserida na área de Ciências Exatas e da Terra a ser reconhecida como uma instituição de referência. A Faculdade de Oceanografia, consolidou seu papel de destaque na área de formação de recursos humanos a partir da implantação de seu programa de Pós-graduação no primeiro semestre de 2008, com a primeira turma do curso de mestrado em Oceanografia e em 2016 iniciou o curso de Doutorado.

No âmbito de sua dinâmica institucional, a Faculdade de Oceanografia faz parte do Centro de Tecnologia e Ciências da UERJ e está́ localizada no Campus Maracanã̃: Rua, São Francisco Xavier, no 524, Pavilhão João Lyra Filho, 4o. andar, Bloco E, Sala 4018, Bairro Maracanã, CEP: 20550-013, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

MISSÃO

O ano de 2020 tem um caráter especial e desafiador para a Faculdade de Oceanografia, as Nações Unidas declararam recentemente a Década Internacional da Oceanografia para o Desenvolvimento Sustentável, período que será observado a partir de 2021 e até 2030. A presente proposta da Faculdade de Oceanografia se alinha com esta iniciativa mundial que visa ampliar a cooperação entre instituições para promover a preservação dos oceanos e a gestão dos recursos naturais de zonas costeiras. Se destaca que em junho de 2017, representantes de organizações do mundo todo e os principais chefes de Estado e de Governo se reuniram na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, para realizar a Conferência sobre os Oceanos, este encontro inédito e global visou apoiar a implementação de 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) com destaque para o objetivo 14 (ODS14 - conservar e utilizar de forma sustentável os oceanos, os mares e os recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável).

Diante deste contexto é imperativo para a Faculdade de Oceanografia estar inserida nessa agenda global dos oceanos suas interações e efeitos, realizando ações destinadas a pesquisa, extensão e treinamento e capacitação.

A missão "mãe" da Faculdade de Oceanografia é a formação profissional e cultural do oceanógrafo, no âmbito de sua competência, e o desenvolvimento do conhecimento técnico-científico através da pesquisa e extensão para atender ao anseio da sociedade em informação tecnológica e cultural referente às pesquisas marinhas. Sua vocação específica faz com que sua missão se revista de urgência atual, que busque na interdisciplinaridade, já que se dirige à compreensão holística do meio ambiente marinho e da interação do homem com ele.

navio_1920x1080.jpg
METAS

A Faculdade de Oceanografia, a partir de sua capacidade instalada e sob o navio oceanográfico "Prof. Luiz Carlos" formaliza como metas, a médio prazo, as principais ações:

formação de profissionais para atender demandas específicas da sociedade e do mercado;

melhoria da capacitação de seus quadros técnico e docente e apoio a formação e treinamento de profissionais de outras instituições;

ampliação da relação com empresas visando a obtenção de fomento para as atividades de pesquisa, ensino e extensão;

estimular a aplicação de esforços no atendimento a necessidades do Estado do Rio de Janeiro;

ampliar a integração com outras instituições de pesquisa marinha que venham a refletir o caráter interdisciplinar do seu objeto de trabalho;

gerar um somatório de informações que permita a melhoria da formação, da capacitação e da competitividade do futuro profissional em Oceanografia.

Infraestutura de apoio ao ensino, pesquisa e extensão:

A infraestrutura institucional da Faculdade de Oceanografia se encontra dividida em duas partes. A primeira, é a recém inserida plataforma oceanográfica e multiusuário que é navio oceanográfico "Prof. Luiz Carlos" (figura 1), um marco no curso de oceanografia da UERJ, representa um salto técnico e científico para um outro patamar que nivela a FAOC com as poucas instituições no Brasil que dispõem de um navio oceanográfico recém construído e é de propriedade da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. O navio "Prof. Luiz Carlos foi idealizado e construído, focado nas demandas associadas das áreas oceânicas e costeiras, porém é, igualmente, de uso multiusuário devido a flexibilidade de sua infraestrutura embarcada. A segunda destinada a dar suporte as atividades ensino, pesquisa e extensão composto por salas de aula, laboratórios, núcleos e grupos de pesquisa e extensão inseridos nos 04 departamentos que se encontra no Campus Maracanã̃, Universidade do Estado do Rio de Janeiro que está localizado na Rua São Francisco Xavier, 524, no bairro Maracanã̃, na cidade do Rio de Janeiro associados a infraestrutura física a Oceanografia dispõem de uma gama completa de equipamentos de coleta, analíticos e de informática distribuídos pelos diversos laboratórios existentes, que será descrita em detalhes adiante.

 

Cooperação Institucional

Este item é considerado um dos de maior relevância para a Faculdade de Oceanografia A aquisição do Navio Multiuso "Prof. Luiz Carlos", expressa a capacidade, vocação e interesse da FAOC de fomentar sua continua motivação de realizar parceria técnicas e científicas com os múltiplos atores que se relacionam com o ambiente marinho. Isto é corroborado visto que a Faculdade de Oceanografia dispõe de uma série de convênios e acordos interinstitucionais, como também participa de programas e projetos de cooperação científica, técnica e pedagógica com universidades, centros de pesquisa e entidades nacionais e internacionais. Tais parcerias têm resultado em atividades e produtos diversos, tais como: (1) projetos e programas de pesquisa permitindo a integração do corpo discente, publicações conjuntas em periódicos nacionais e internacionais, intercâmbio de equipamentos e uso de laboratórios; (2) intercâmbio de professores e alunos permitindo estágios acadêmicos, assim como a preparação e troca de cursos de curta duração.

 

Laboratórios e Núcleos e Grupos de pesquisa e extensão

 

A segunda destinada a dar suporte as atividades ensino, pesquisa e extensão composto por salas de aula, laboratórios, núcleos e grupos de pesquisa e extensão inseridos nos 04 departamentos que se encontra no Campus Maracanã̃, Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Os laboratórios do bloco F estão capacitados para atender às demandas das aulas práticas das disciplinas profissionalizantes, a parte laboratorial dos projetos acadêmicos desenvolvidos pelo corpo docente, bem como a prestação de serviços e treinamentos e capacitação.

 

Departamento de Oceanografia Biológica:

 

Apresenta um laboratório para as disciplinas do ciclo o básico e profissional e laboratórios e núcleos associados, com os grupos de pesquisa, as linhas de pesquisa e extensão deste departamento (Laboratório de Bioindicadores Mamíferos Bioindicadores - MAQUA, Laboratório de Cultivo de Fitoplancton - LabCult; Núcleo de Estudos de Manguezais - NEMA; Núcleo de Pesquisa e Extensão em Aquicultura Sustentável - NUPEAS)

 

Departamento de Oceanografia Física e Meteorologia:

O Laboratório de Oceanografia Física e Meteorologia (LABOFIS) possui área total de 150 m2, sendo totalmente refrigerado e dispondo de pontos de rede para acesso a internet e de uma linha telefônica. O LABOFIS se encontra, atualmente, sub-dividido em uma sala de análise de dados físicos e modelagem computacional com 9 computadores; uma sala de projetos em oceanografia costeira

Departamento de Oceanografia Geológica:

 

O Laboratório de Oceanografia Geológica (LABGEO) dispõe de infra-estrutura para ensino e pesquisa nas áreas de Sedimentologia/Dinâmica Sedimentar e de Geofísica Marinha, ocupando uma área de aproximadamente 100 m2, subdividida em 5 módulos principais: 2 módulos para análise sedimentológica (laboratórios seco e úmido); 2 módulos para geofísica (processamento e interpretação) e 1 módulo para armazenamento. O laboratório dispõem ainda de infraestrutura de processamento e interpretação de dados e de imagens. tais como programas computacionais (p.ex. Oasis-Montaj, Matlab, OpenDtect, Seismic UNIX, CODA e Kingdom Suite®).

 

Departamento de Oceanografia Química:

 

A Oceanografia Química conta com 176,9 m2 de área disponível para laboratório. Nesse espaço, os laboratórios estão divididos em: (1) LaGOM - laboratório de Geoquímica Orgânica Marinha; (2) Latis - Laboratório de Análise de Traços; (3) LABOQUI - Laboratório de Oceanografia Química. Cada laboratório conta com salas úmidas, para manuseio e tratamento de amostras, e salas secas, com equipamentos fixos de bancada. O laboratório de Ecotoxicologia conta com uma sala reservada para experimentos com organismos, inclusive bioensaios de longa duração ( 26,9 m2).

 

Biblioteca

 

Os alunos discentes do curso dispõem de uma biblioteca / acervo vinculada ao Instituto de Geociências onde se encontra a maior parte dos livros específicos da Oceanografia e de bibliotecas setoriais onde se encontram os livros de caráter mais abrangente.